Projetos & Equipas

BIOTRANS ---

Gestón Integrada de la Biodiversidad en el Área Transfronteriza

A área de gestão integrada Centro-Alentejo-Extremadura tem uma diversidade ecológica singular. Alberga ecossistemas extensos e áreas naturais protegidas com interesse reconhecido para a conservação da natureza e biodiversidade. São mais de 1,6 milhões de hectares de áreas protegidas ao longo de toda a fronteira com potencial ecológico, mas também económico, sobretudo para o turismo. A melhoria dos sistemas de proteção e a implementação de novas ferramentas de gestão permitem apoiar a conservação da biodiversidade em ambos os lados da fronteira. A participação social, a planificação multifuncional do território e o estabelecimento de uma rede de intercâmbio de informação irá permitir a reativação de atividades ligadas à gestão dos recursos naturais do território.

 

Objetivos

– Melhorar o estado de conservação de espécies de flora e fauna ameaçadas, raras, endémicas e populações presa na área transfronteiriça.
– Melhorar e restaurar habitats prioritários de áreas estepárias e ribeirinhas do Tejo e Guadiana, assim como habitats das espécies ameaçadas.
– Desenvolver uma plataforma de informação transfronteiriça para conhecer espécies de flora e fauna.
– Eliminar as espécies invasoras presentes na área, especialmente espécies aquáticas.
– Dar a conhecer a biodiversidade transfronteiriça e os seus valores.
– Favorecer a mudança de atitude da sociedade rural na área transfronteiriça relacionada com a conservação da natureza, através de ações de sensibilização.

 

Equipa

CEABN – Centro de Ecologia Aplicada Prof. Baeta Neves, CEF – Centro de Estudos Florestais, INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, Observatório do Sobreiro e da Cortiça (Câmara Municipal de Coruche), APFC – Associação de Produtores Florestais do Concelho de Coruche e Limítrofes.

 

Mais informação sobre o projeto BIOTRANS