Projetos & Equipas

EcoStack ---

Stacking of ecosystem services: mechanisms and interactions for optimal crop protection, pollination enhancement and productivity

A agricultura encontra-se numa fase decisiva, necessitando de equilibrar a procura de elevados níveis de produção com os impactes ambientais e a aceitabilidade social. Ao mesmo tempo, deve ser sustentável em termos de produção e proporcionar benefícios económicos satisfatórios para os agricultores. Para ajudar a atingir este balanço, o uso consciente dos serviços do ecossistema e da biodiversidade pode reduzir os “inputs” químicos e tornar a agricultura mais sustentável.

O projeto “EcoStack” cobre as principais zonas de solo e climáticas dos principais sistemas de produção da Europa. Através da valorização do capital natural dentro e ao redor dos campos agrícolas, em particular das espécies que fornecem serviços dos ecossistemas, vai procurar desenvolver e apoiar de forma ecológica, económica e socialmente sustentável, a produção agrícola. A iniciativa vai usar métodos de pesquisa transdisciplinares e envolver a participação ativa em grupos de multiatores em toda a Europa a fim de gerar e transferir novos conhecimentos, codesenhar novos sistemas de produção e usar o desenvolvimento de novos conceitos agrícolas para gerar benefícios económicos e ecológicos para agricultores, sociedade e biodiversidade.

 

Objetivos

– Avaliar as necessidades para uma produção agrícola sustentável, juntamente com o resultado das estratégias desenvolvidas no EcoStack com base na biodiversidade funcional, usando um fórum interativo de grupos de atores e partes interessadas, para alcançar ganhos de produtividade sustentáveis.
– Avaliar e otimizar o papel dos principais habitats não agrícolas que fornecem serviços dos ecossistemas para a produção agrícola.
– Projetar e testar intervenções nas áreas de cultivo, que apoiem a provisão de serviços dos ecossistemas e que podem transitar para as próximas culturas no esquema de rotação.
– Desenvolver, projetar e implementar sistemas integrados para a provisão otimizada de serviços dos ecossistemas e uso de ferramentas de proteção de plantas, com foco na sustentabilidade ecológica, económica e social de sistemas integrados.

 

Equipa

O consórcio, liderado pela Università degli Studi di Napoli Federico II (Itália), conta com a participação de 25 parceiros de vários países. Portugal está representado pelo CFE – Centre for Functional Ecology – Universidade de Coimbra.

 

Mais informação sobre o projeto EcoStack